Incêndios: viatura de apoio consumida pelas chamas em Castro Daire

Em Porto de Mós, distrito de Leiria, incêndio está em fase de resolução e a ser combatido por 159 operacionais e 52 viaturas.

Incêndio teve início na madrugada de domingo
Foto
Incêndio teve início na madrugada de domingo Paulo Pimenta/ARQUIVO

Uma viatura foi consumida pelas chamas esta segunda-feira num incêndio em Castro Daire, distrito de Viseu. A informação foi confirmada ao PÚBLICO pelo Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viseu, que adiantou que não há feridos a registar.

Existem, neste momento (14h), duas frentes activas, sendo que, no local, estão presentes no local 225 operacionais e 67 veículos. O combate às chamas é ainda auxiliado por quatro aeronaves. 

Um outro incêndio em Porto de Mós, distrito de Leiria, teve durante a tarde uma frente activa com cerca de 100 a 200 metros, depois de uma noite de combate às chamas. De acordo com Pedro Nunes, o comandante de agrupamento distrital da ANEPC, em declarações durante o briefing ​à comunicação social sobre a situação nacional. ​As chamas tiveram início na madrugada de domingo e a situação está agora estabilizada, sendo “muito provável” que seja dado como dominado durante esta madrugada. 

De acordo com a Autoridade Nacional de Emergência e da Protecção Civil (ANEPC), estão no local 159 operacionais, auxiliados por 52 veículos. Durante a tarde, chegaram a estar envolvidas no combate quatro aeronaves.

A ANEPC alertou este domingo para um aumento “muito grande” do risco de incêndio até terça-feira em todo o continente, em especial a norte do rio Tejo. O país encontra-se em alerta laranja até às 23h59 de 8 de Setembro, terça-feira.

Cerca de uma centena de concelhos de 14 distritos de Portugal continental apresentam esta segunda-feira risco máximo de incêndio, de acordo com a avaliação feita pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Sugerir correcção