Este Agosto foi o quarto mais quente, mas Portugal esteve um pouco abaixo da média

Agosto de 2020 foi o quarto mais quente já registado, 0,44 °C mais quente do que a média verificada para o mesmo mês entre 1981-2020.

sociedade,verao,meteorologia,ambiente,europa,clima,
Foto
PAULO PIMENTA

Termómetros a registarem 30°C durante oito dias seguidos, a atingirem 35.9°C ou, mesmo, 54,4°C. O calor sentido neste último mês de Agosto, considerado o quarto mais quente já registado, não poupou várias zonas do globo, mas Portugal, ainda assim, esteve ligeiramente abaixo da média.

Os dados são programa Copernicus da União Europeia e mostram que, de uma forma global, na Europa, os termómetros chegaram a valores mais altos em Agosto deste ano do que as médias registadas entre 1981 e 2010.

Alguns exemplos onde esse calor se fez sentir: a faixa que vai de França, passando pelos países do Benelux, até à Alemanha, registou valores acima da média. Em França, este foi mesmo o terceiro Agosto mais quente desde 1990, só superado pelos anos de 2003 e 1997. Mas estes são apenas alguns casos, entre outros, de países europeus que registaram uma onda de calor na primeira metade do mês. Outro exemplo, citando valores medidos em Uccle, Bruxelas: os termómetros registaram mais de 30°C durante oito dias seguidos, com o maior pico de sempre em Agosto – 35.9°C. No entanto, e ainda de acordo com os dados do programa Copernicus da União Europeia, em Portugal, o último Agosto foi ligeiramente mais frio do que a média. O mesmo aconteceu em algumas zonas de Espanha e da Rússia, por exemplo.

Os dados avançados mostram ainda que as temperaturas foram particularmente elevadas para Agosto noutros pontos do mundo, como em algumas zonas da Sibéria, da Gronelândia, dos Estados Unidos e do México. Alguns exemplos: em Phoenix, Arizona, Agosto de 2020 sucedeu a Julho de 2020 como o mês mais quente de sempre, com 54,4°C registados na região de Death Valley (ou Vale da Morte), na Califórnia – embora ainda sujeito a confirmação, este poderá ser o valor mais elevado de sempre, em todo o mundo, registado em Agosto.

A 17 de Agosto, o PÚBLICO já noticiava este eventual recorde, escrevendo que, naquele domingo, por volta das 15h41, aquela região na Califórnia chegou aos 54,4ºC, e acrescentando que os especialistas admitem que pode ser a mais alta alguma vez registada, de forma fiável, no planeta. É preciso, no entanto, um comité para verificar a validade da leitura.

As informações disponibilizadas pelo programa Copernicus da União Europeia são muito mais vastas e detalhadas, mas, pode dizer-se, de forma sintética, que Agosto de 2020 foi o quarto mais quente já registado, 0,44°C mais quente do que a média verificada para o mesmo mês entre 1981-2020. Globalmente, só se registaram temperaturas mais elevadas em 2015, 2017 e 2018. E a tendência é clara: desde 2015 a 2020, Agosto tem sido globalmente mais quente do que qualquer Agosto antes dessa data.

No que toca à Europa, a média neste Agosto foi 1.1°C acima da registada entre 1981-2010. O Agosto mais quente foi em 2018, com uma temperatura 1,4°C mais elevada do que a média verificada entre 1981-2010. Outros meses de Agosto mais quentes do que 2020 na Europa foram 2003, 2010 e 2015.

Sugerir correcção