UE não esconde desagrado com anúncio de embaixadas da Sérvia e Kosovo em Jerusalém

Decisão foi comunicada por Donald Trump. Chefe da diplomacia europeia lembrou aos candidatos à adesão que devem alinhar a sua posição com a política de Bruxelas.

Foto
A cerimónia na sala oval, com Aleksandar Vucic e Avdullah Hoti, a assinarem uma declaração que não diria o que Trump disse Reuters/LEAH MILLIS

Num “recado” que tinha mais a ver com o inusitado desfecho de uma cimeira dos líderes da Sérvia e do Kosovo com o Presidente dos Estados Unidos, em Washington, do que com as negociações em curso em Bruxelas para a normalização das relações entre aqueles dois países, um porta-voz do Serviço de Acção Externa da União Europeia lembrou esta segunda-feira que todos os candidatos à adesão ao bloco devem respeitar o acervo comunitário e cumprir a lei internacional.