Generalitat entra na guerra entre Puigdemont e o seu ex-partido

Remodelação no governo catalão deixou de fora a única representante do PDeCAT, que denuncia “purga politica”, a favor do novo projecto na direita independentista do ex-presidente auto-exilado em Bruxelas.

Foto
Quim Torra parece ter tomado partido no diferendo entre Carles Puigdemont e o PDeCAT EPA/STEPHANIE LECOCQ

A remodelação do governo da Catalunha, anunciada de surpresa na quinta-feira e justificada com a resposta à crise económica originada pela covid-19, parece sugerir uma tomada de posição do presidente Quim Torra no conflito aberto entre os partidos que integram a coligação Juntos pela Catalunha (JxCAT) – formada em 2017 como frente unitária do centro-direita independentista catalão.