Onze utentes e 5 profissionais infetados em unidade da Misericórdia de Lousada

O lar solicitou à Protecção Civil para que os utentes positivos fossem deslocados para outro local, dada a ausência de condições naquela instituição.

Foto
A ARS garantiu que todos os utentes e funcionários foram já testados LUSA/JOSE COELHO

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte) revelou esta quinta-feira que 11 utentes e cinco profissionais de saúde da Unidade de Cuidados Continuados Integrados do Hospital da Santa Casa da Misericórdia de Lousada testaram positivo para a covid-19.

Em declarações à Lusa, fonte da ARS-Norte revelou que 11 dos 29 utentes da instituição testaram positivo, bem como cinco dos 14 profissionais de saúde, sendo que todos os profissionais e utentes foram testados. 

Por “não ter condições”, aquela instituição no distrito do Porto solicitou à Protecção Civil a deslocação dos utentes positivos para outra unidade de saúde, afirmou a fonte da ARS-Norte, salvaguardando não saber ainda para que unidade serão transferidos. 

Os casos positivos estão a ser seguidos por médicos do Agrupamento de Centros de Saúde de Lousada e do Centro Hospitalar Tâmega e Sousa. 

Em comunicado, a Santa Casa da Misericórdia de Lousada indicou que serão divulgados comunicados oficiais “sempre que haja uma evolução da situação”, remetendo, em anexo, uma nota na qual afirma estar a delinear o plano de acção com as entidades competentes para minimizar o risco de contágio pelo novo coronavírus.