Curso de Medicina na Católica só pode receber 50 alunos

Agência de Acreditação reduziu a metade o número de vagas no novo curso, que começa a receber estudantes dentro de um ano. Ordem dos Médicos aponta limitações na articulação da formação clínica com as unidades de saúde.

Foto
Adriano Miranda

O novo curso de Medicina da Universidade Católica, que recebeu a aprovação da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), só vai poder receber 50 alunos, metade do que previa a proposta inicial. Esta é uma das condições que foi imposta para conceder a acreditação, por um ano, a esta formação médica, que será a primeira de uma instituição de ensino privado.