Filipe e Gabriella deram uma nova vida ao antigo Palácio Cruz Alagoa

A reabilitação do antigo Palácio Cruz Alagoa, em Lisboa, valeu aos arquitectos do Apparatus Architects um prémio internacional. 

Ricardo Oliveira Alves
Fotogaleria
Ricardo Oliveira Alves

O escritório foi fundado em Outubro de 2016, no antigo Palácio Cruz Alagoa, em Lisboa, pelos arquitectos Filipe Lourenço e Gabriella Gama. O casal veio de Paris perseguir a sua paixão por Portugal, numa época em que Lisboa estava cada vez mais “dinâmica”. Pouco tempo depois de aterrarem, depararam-se com o edifício histórico, construído depois do mítico terramoto de 1755.

“Ao longo do tempo foi sofrendo reabilitações e perdendo as suas características”, conta Filipe ao P3. Mas o mais interessante, para os dois arquitectos, era o tecto baixo do Palácio. Perante a curiosidade, “puseram a nu o espaço” e encontraram, por debaixo do tecto, um conjunto de “abóbadas”. “Pensámos que poderia ser engraçado reproduzir a tipologia da abóbada pelo edifício”, ressalva o arquitecto. 

Estava lançado o mote para o trabalho do Apparatus Architects, que não só se tornaria o seu escritório como lhes viria a arrecadar o prémio Architizer A+Awards 2020 na categoria Architecture + Ceilings. Os Architizer A+ Awards 2020 surgiram em 2012 com o objetivo de premiar e promover a arquitectura mundial. Quando se candidataram, Filipe e Gabriella consideraram que a competição estava completamente "fora da sua liga". 

Mas o gabinete de arquitectura, agora um “colectivo multidisciplinar” constituído por seis arquitectos, sagrou-se vencedor com a obra de “carácter único”, ao “reinterpretar a história do passado e ao trazê-la para o presente”, segundo explicam Filipe e Gabriella. O atelier caracteriza-se agora por esta “consciência do património, da herança”, envolvendo designers, filósofos e historiadores nos seus projectos. "Promovemos a troca, o diálogo e o conhecimento", elencam os dois. 

Texto editado por Ana Maria Henriques

Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Ricardo Oliveira Alves
Sugerir correcção