Menos emprego ajuda a explicar aumento de candidatos ao ensino superior

Quase 63 mil alunos procuram um lugar nas universidades no próximo ano. A redução da oferta de trabalho fez trocar entrada no mercado por aposta na formação.

Foto
Paulo Pimenta

Há quase 63 mil candidatos ao ensino superior no próximo ano lectivo, o número mais elevado em mais de duas décadas. A diminuição do emprego, motivada pela crise da covid-19, ajuda a explicar este fenómeno, que o Governo classificou de “inédito”. Já que há menos ofertas de trabalho, os estudantes e as famílias preferem melhorar as qualificações. O investimento na acção social será crucial para impedir desistências a meio do caminho, avisam os especialistas.