Fotogaleria

Os estragos provocados pela tempestade que vai chegar aos Estados Unidos

A tempestade Laura tem provocado estragos por onde passa. É esperado que chegue aos Estados Unidos dentro de 48 horas, juntando-se ao ciclone Marco.

A tempestade Laura formou-se ao largo do golfo do México e tem provocado diversos danos Reuters/Ricardo Rojas
Fotogaleria
A tempestade Laura formou-se ao largo do golfo do México e tem provocado diversos danos Reuters/Ricardo Rojas

Formada ao largo do Golfo do México e da costa de Cuba, a tempestade tropical Laura tem deixado um rasto de destruição. Estima-se que chegue ao sul dos Estados Unidos num prazo máximo de 48 horas, segundo o National Hurricane Center

Mais a norte, ao largo do Louisiana, o ciclone Marco continua activo, ainda que no domingo tenha perdido força, após se ter aproximado do continente. É esperado que seja apanhado pela tempestade Laura e, quando isso acontecer, ganhará força novamente, entrando juntos na massa continental norte-americana.

A tempestade Laura já matou pelo menos nove pessoas. Segundo a CNN, é previsto que passe à categoria de furacão antes de se juntar com o ciclone Marco.

Há pelo menos nove mortes e os prejuízos são elevados
Há pelo menos nove mortes e os prejuízos são elevados Reuters/Ricardo Rojas
Segundo o National Hurricane Center, a tempestade deverá atingir os Estados Unidos nas próximas 48 horas
Segundo o National Hurricane Center, a tempestade deverá atingir os Estados Unidos nas próximas 48 horas Reuters/Ricardo Rojas
Ao aproximar-se do continente, a tempestade juntar-se-á com o ciclone <i>Marco</i>, que se formou ao largo do Louisiana
Ao aproximar-se do continente, a tempestade juntar-se-á com o ciclone Marco, que se formou ao largo do Louisiana Reuters/Ricardo Rojas
Quando se juntarem, é esperado que atinjam o sul dos EUA, já com a tempestade <i>Laura</i> na categoria de furacão
Quando se juntarem, é esperado que atinjam o sul dos EUA, já com a tempestade Laura na categoria de furacão Reuters/Andres Martinez Casares
Ao atingirem o continente, os ventos devem chegar perto dos 180 km/h
Ao atingirem o continente, os ventos devem chegar perto dos 180 km/h Reuters/Andres Martinez Casares
Segundo as previsões, em algumas zonas da costa dos EUA, é esperado que o nível da água suba entre dois a três metros
Segundo as previsões, em algumas zonas da costa dos EUA, é esperado que o nível da água suba entre dois a três metros Reuters/Andres Martinez Casares
Depois de atingir terra, o ciclone <i>Marco</i> perdeu força
Depois de atingir terra, o ciclone Marco perdeu força Reuters/Andres Martinez Casares
Os estados do sul dos Estados Unidos esperam agora pela junção do ciclone, tomando as medidas necessárias
Os estados do sul dos Estados Unidos esperam agora pela junção do ciclone, tomando as medidas necessárias Reuters/Andres Martinez Casares
Sugerir correcção