“Por cada criança que nasce, devia ser plantada uma árvore”. Esta app ecológica dá voz aos miúdos

Aplicação criada no âmbito da presidência alemã do Conselho da União Europeia coloca crianças dos 7 aos 17 anos a “falarem pelo planeta”.

impar,aplicacoes,uniao-europeia,ambiente,alemanha,europa,
Foto
Uma das participações portuguesas na plataforma DR

A app Earth Speakr, criada no âmbito da presidência alemã do Conselho da União Europeia, dedicada à protecção climática, foi desenvolvida com a voz e as mensagens de nove crianças portuguesas.

A plataforma interactiva, financiada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros alemão, com o apoio do Instituto Goethe, convida as crianças dos Estados-membros da União Europeia, dos 7 aos 17 anos, a “falarem pelo planeta” e os adultos “a ouvirem o que eles têm a dizer”.

Criada pelo artista dinamarquês Olafur Eliasson, a viver em Berlim, a aplicação usa a realidade aumentada para colocar um rosto na natureza ou em objectos, desde uma árvore a uma garrafa de plástico.

Uma lâmpada vai mexendo os olhos, boca e nariz, deixando um apelo: “Todas as casas deviam ter painéis solares, assim consumíamos só energia renovável”. Uma planta avisa: “Por cada criança que nasce, devia ser plantada uma árvore”. São algumas das mensagens em português de nove crianças portuguesas de uma escola de Fátima, alunos dos 5.º e 6.º anos de escolaridade, que participaram no desenvolvimento do projecto, disponível desde o dia 1 de Julho.

“Contactaram-me para sugerir uma escola em Portugal. Sabia que o Colégio Sagrado Coração de Maria, em Fátima, está sempre aberto a projectos de colaboração. Ficaram muito interessados e aceitaram participar”, conta Soledade Rodrigues, da organização não-governamental alemã Europa-Union Deutschland.

A viver em Rheine, o convite surgiu fruto dos quase 25 anos de geminação que esta cidade da região da Renânia do Norte-Vestefália tem com Leiria, do qual já surgiram várias parcerias culturais. “Este projecto de protecção climática, devido ao seu carácter comum, diz respeito a todos e, como tal, reforça a nível local, regional e nacional o espírito europeu. Orgulho-me de ter criado a ponte com o meu país de origem, Portugal”, sublinhou Soledade Rodrigues.

PÚBLICO -
Foto
Uma das participações portuguesas na plataforma DR

Além de ouvir e poder partilhar as mensagens nas redes sociais, a Earth Speakr permite detectar as vozes e caras associadas a um determinado local através de um mapa virtual. “A Earth Speakr é para crianças e para que os adultos as ouçam e tornem a suas ideias reais”, refere um vídeo sobre o projecto.

Olafur Eliasson, que passou recentemente por Serralves, no Porto, com uma exposição, admite que, mais do que uma aplicação, a Earth Speakr é uma peça artística.

A aplicação está disponível nas 24 línguas oficiais da União Europeia e é gratuita. Algumas mensagens serão transmitidas no Parlamento Europeu em Bruxelas e em Estrasburgo.

Sugerir correcção