Torne-se perito

O dia em que Obama cancelou Trump, Presidente “dele próprio e dos amigos”

Num dos discursos mais duros de sempre de um ex-presidente em relação a um Presidente em exercício, lido na convenção do Partido Democrata, Obama sugeriu que só a derrota de Trump pode salvar a democracia norte-americana.

Barack Obama discursou em Filadélfia, perto do local onde foi discutida e aprovada a Constituição dos Estados Unidos
Foto
Barack Obama discursou em Filadélfia, perto do local onde foi discutida e aprovada a Constituição dos Estados Unidos LUSA/DNCC

Nas horas que se seguiram à eleição de Donald Trump como 45.º Presidente dos Estados Unidos da América, em Novembro de 2016, houve um momento em que a retórica inflamada da sua campanha eleitoral parecia começar a caminhar para o centro, como acabou por acontecer a muitos dos seus antecessores mais polémicos. Apenas dois dias depois da vitória que chocou os eleitores do Partido Democrata, o então Presidente, Barack Obama, surgia ao lado de Donald Trump na Casa Branca para dizer que se sentia “encorajado” com a “excelente” conversa entre os dois – e Trump respondia com a expectativa de contar com os conselhos de Obama, por quem tinha “muito respeito”.