Deve o aumento do salário mínimo ser uma vítima da pandemia?

Plano do Governo de subida do salário mínimo já está, oito meses depois de ter sido anunciado, a ser outra vez discutido. As circunstâncias são, por causa da pandemia, bastante diferentes, mas os argumentos são em tudo semelhantes aos do passado.

Foto
MIGUEL A. LOPES

Será um custo excessivo para as empresas que resultará em mais desemprego ou um contributo para a redução da desigualdade que até fortalece a procura interna e ajuda a economia? A discussão sobre os impactos de uma subida do salário mínimo tem sido uma constante na política e na ciência económica ao longo dos décadas. E nas próximas semanas, o debate vai voltar em força. Mas se a crise mudou as circunstâncias em que se faz agora a discussão, os argumentos utilizados pelos dois lados continuam a ser basicamente os mesmos.