Chef Ljubomir muda-se para a SIC, onde se estreia já em Setembro, e TVI ameaça com processo

Estação da Media Capital afirma que renegociara contrato muito vantajoso com o chef e admite “activar mecanismos legais” para ser ressarcida pelo tempo que faltava cumprir e pelos compromissos já assumidos com anunciantes.

Foto
Nuno Ferreira Santos

A vingança é um prato que se serve frio e agora é de gastronomia que falamos: o chef Ljubomir Stanisic mudou-se da TVI para a SIC e vai aparecer no ecrã do canal da Impresa já na rentrée televisiva em Setembro. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, pela hora do almoço, pela SIC, e teve resposta meia hora depois por parte da concorrente, com a TVI a admitir recorrer judicialmente pelo resto do contrato não cumprido e pelos compromissos que já tinham sido assumidos com anunciantes.

O Verão televisivo fica assim mais um bocadinho apimentado entre os dois principais canais de sinal aberto depois de a TVI ter “roubado” Cristina Ferreira à SIC, onde também foi buscar o jornalista Pedro Mourinho, para além da contratação cruzada que os dois canais têm feito de actores.

De acordo com a SIC, Ljubomir Stanisic vai integrar um “conjunto de novos projectos projectos transversais no grupo Impresa, que terão expressão máxima na SIC generalista e nos diferentes canais do grupo e também na nova plataforma streaming que a SIC irá lançar”. O chef será, portanto, uma figura central no ecrã da SIC mas também servirá para potenciar conteúdos nos diversos suportes digitais.

Em comunicado, Daniel Oliveira, o director de programas da SIC elogia o chef natural da ex-Jugoslávia, dizendo que tem uma “intuição natural para a comunicação e é uma figura única na sociedade e no panorama televisivo português” e que ajudará o canal da Impresa através da sua “ousadia e criatividade”. Stanisic começou a fazer televisão em 2011 como jurado do Masterchef Portugal, na RTP1, foi autor e protagonista do programa Papa-Quilómetros - Uma caminhada pela gastronomia portuguesa, emitido pela Fox, que tinha começado por ser apenas um livro, e desde 2017 que estava na TVI a fazer o programa Pesadelo na Cozinha.

Estava mesmo prevista uma nova temporada do programa que deveria ter arrancado há alguns meses e que foi adiada por causa de um problema de saúde num joelho de Ljubomir e depois por causa da pandemia. O chef tinha um contrato de trabalho em vigor até ao final do ano, “ao qual acrescia um valor dedicado pela produção dos seus programas”, conta a TVI. Como Ljubomir rescindiu de forma unilateral o contrato, a televisão da Media Capital avisa que se reserva o "direito de activar mecanismos legais que a salvaguardem, bem como aos anunciantes com quem havia compromissos assumidos no âmbitos dos projectos que envolviam Ljubomir Stanisic”.

A estação diz-se “surpreendida com este procedimento inusitado, no momento em que decorriam negociações entre as partes para a renovação do acordo global por mais dois anos”. E conta mesmo que fez uma “oferta e uma contra-oferta, dentro de valores considerados ajustados”, e que havia já um novo contrato desde o início deste ano em “condições muito favoráveis e invulgares no mercado, para a produção de uma nova temporada de Pesadelo na Cozinha” que, depois dos ajustes de calendário, estava prevista já para 15 de Setembro.

Apesar de ter ficado com um “buraco” na grelha de um programa que era uma das suas apostas para o arranque depois do Verão, a TVI promete lançar em breve um novo programa do género e remata o comunicado dizendo que “preserva os bons momentos vividos, em conjunto, com Ljubomir Stanisic e deseja-lhe o melhor para o futuro e para as escolhas que fez”.

Por seu lado, o chef, já falando através do comunicado da SIC, afirma que agradecerá “para sempre à TVI a oportunidade, o espaço, a liberdade, a confiança” que lhe deu nos últimos anos. Mas alega que o desafio que a SIC lhe lançou “é um dos grandes”. “Queremos fazer diferente — e tentar fazer a diferença. Estão na calha novas ideias, novos projectos, que me entusiasmam muito. Gosto de ousadia, de ir mais longe em tudo o que faço na vida. Este novo passo representa tudo isso, por isso não podia estar mais satisfeito com o que aí vem”, congratula-se Ljubomir Stanisic.