Praia fluvial da Ronqueira renovada, mais acessível e com piscina flutuante

A requalificação da praia, no concelho de Tábua, Coimbra, é inaugurada oficialmente esta quarta-feira. Foi tornada mais acessível para pessoas com mobilidade reduzida e destacam-se também o novo bar e cafetaria, parqueamento e ancoradouro.

passeios,tabua,fugas,coimbra,turismo,praias,
Fotogaleria
Praia fluvial da Ronqueira DR
passeios,tabua,fugas,coimbra,turismo,praias,
Fotogaleria
Praia fluvial da Ronqueira DR
passeios,tabua,fugas,coimbra,turismo,praias,
Fotogaleria
Praia fluvial da Ronqueira DR
passeios,tabua,fugas,coimbra,turismo,praias,
Fotogaleria
Praia fluvial da Ronqueira DR
fugas,
Fotogaleria
Praia fluvial da Ronqueira DR
passeios,tabua,fugas,coimbra,turismo,praias,
Fotogaleria
Praia fluvial da Ronqueira DR

“Banhada pelas águas tranquilas e límpidas do rio Alva”, como a enaltece a câmara da Tábua, no distrito de Coimbra, a requalificação da Praia Fluvial da Ronqueira é inaugurada oficialmente esta quarta-feira. 

Localizada na freguesia de Mouronho, e incluída na rota das Aldeias do Xisto, a praia já iniciou em Julho a sua época balnear, que se prolonga até 13 de Setembro.

O projecto de renovação, entre outras obras, incluiu a criação de um edifício para bar e cafetaria, a melhoria da pavimentação das vias e áreas pedonais, o alargamento do acesso e a criação de parqueamento automóvel e a instalação de “uma piscina flutuante com solário”, além de “um pequeno ancoradouro para pequenas embarcações de recreio sem motorização”.

Segundo a câmara municipal, a requalificação orçou em cerca de 356 mil euros; um valor, adianta a Lusa, comparticipado pelo Turismo de Portugal, na sequência de uma candidatura apresentada pelo município de Tábua à linha de Apoio ao Turismo Acessível.

Para quem quiser desfrutar da praia mas não só, há por aqui também um parque de merendas, que inclui churrasqueira.

A praia é um dos pontos de passagem da Grande Rota do Alva, um percurso com cerca de 77km que cruza os concelhos de Penacova, Vila Nova de Poiares, Arganil, Tábua e Oliveira do Hospital.​  

Turismo Acessível

A requalificação visou particularmente o Turismo Acessível, dispondo de “estruturas de apoio referentes à acessibilidade para pessoas com mobilidade física condicionada e para pessoas com insuficiência visual e/ou auditiva”. Entre as estruturas, incluem-se espaços próprios para parqueamento, “percursos pedonais em pavimentação de fácil circulação em cadeira de rodas”, plataforma elevatória para acesso entre o nível da praia e do bar, cadeira anfíbia, uma rampa de acesso com corrimão, disponibilização de bengalas e um andarilho, além dos balneários com espaço próprio para estes utentes. Entre outros detalhes, inclui também sinalética em Braille.