O histórico Moinho de Maré de Corroios reabre ao público

As visitas a este moinho com mais de 600 anos são retomadas esta sexta-feira.

tejo,fugas,patrimonio,verao,setubal,turismo,
Fotogaleria
Pedro Fazeres
tejo,fugas,patrimonio,verao,setubal,turismo,
Fotogaleria
Pedro Fazeres
tejo,fugas,patrimonio,verao,setubal,turismo,
Fotogaleria
Pedro Fazeres
tejo,fugas,patrimonio,verao,setubal,turismo,
Fotogaleria
Pedro Fazeres
Fotogaleria
Pedro Fazeres
Fotogaleria
Pedro Fazeres
Fotogaleria
Pedro Fazeres

A pandemia fechou temporariamente as portas do Moinho de Maré de Corroios, mas, a partir de 7 de Agosto, volta a ser possível visitar o edifício centenário no Seixal.

A reabertura traz também novos painéis à exposição permanente “600 Anos de Moagem no Moinho de Maré de Corroios”, incluindo ilustrações científicas de Mafalda Paiva e Xavier Pita, que “convidam à redescoberta do património representativo do concelho”, sublinha o comunicado da autarquia.

Segundo reza a história, foi edificado em 1403 por iniciativa de Nuno Álvares Pereira, o Santo Condestável. Ao fim de quase seis séculos, foi adquirido pela autarquia do Seixal em 1980 ainda em laboração e “permanece como um exemplo da utilização de energia das marés e da sua aplicação na actividade moageira, sendo uma das mais antigas estruturas desse tipo existentes no nosso país e na Europa”. Depois de obras de restauro, abriu em 1986 como um núcleo museológico, mas mantém-se em condições de funcionamento.

Também conhecido por Moinho do Castelo, foi classificado como Imóvel de Interesse Público em 1984. De acordo com o Ecomuseu do Seixal, chegaram a existir no concelho mais onze moinhos de maré que aproveitavam a corrente do Tejo, mas, entretanto, ruíram ou foram adaptados a outros fins.

PÚBLICO -
Foto
CM Seixal

Situado no sapal de Corroios, área integrada na Reserva Ecológica Nacional, a visita ao Moinho de Maré de Corroios faz também parte do programa de passeios turísticos gratuitos promovidos pela autarquia que se estende até Novembro.

Cumprindo as regras de segurança impostas, a lotação do moinho restringe-se a sete visitantes, com utilização obrigatória de máscara. Cada visita está limitada a 20 minutos e é dada prioridade aos agendamentos, que podem ser efectuados através do 210 976 112 ou do e-mail [email protected]

Sugerir correcção