António Rolo Duarte disse que bolsas da FCT estavam atrasadas indefinidamente. E gerou a confusão

Através de uma campanha de crowdfunding, António Rolo Duarte está a angariar dinheiro para o doutoramento e refere que o está a fazer porque a atribuição das bolsas de doutoramento foi adiada por tempo indefinido. Para já, a FCT não está atrasada, uma vez que o prazo para o anúncio dos resultados provisórios termina a 3 de Setembro.

António Rolo Duarte
Foto
António Rolo Duarte DR

António Rolo Duarte fez o seu mestrado na Universidade de Cambridge, em Inglaterra. Depois, diz que obteve um lugar para lá fazer o doutoramento. Como o preço do curso é alto e viver em Inglaterra não é propriamente barato, decidiu candidatar-se a uma bolsa de doutoramento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), que nem sabe se receberá. Ao estranhar não receber qualquer resposta e porque, refere, tem de pagar parte das propinas até ao final de Agosto, decidiu ligar para a FCT. Do outro lado do telefone, conta, diz que lhe responderam que a atribuição das bolsas de doutoramento tinha sido adiada indeterminadamente e que tal não aconteceria antes de Novembro. Por isso, iniciou uma campanha de crowdfunding para angariar 25 mil euros, que indica serem necessários para o seu projecto. Esta campanha começou logo a gerar críticas de bolseiros e investigadores nas redes sociais. Ao PÚBLICO, a FCT disse que “não existe qualquer adiamento programado na atribuição das bolsas de doutoramento”, já que o prazo legal do anúncio dos resultados provisórios acaba a 3 de Setembro.