GNR recupera 470 artigos de vestuário furtados em várias lojas de grandes superfícies comerciais

Investigação decorria há sete meses. Na sequência da operação, a GNR deteve um homem e foram ainda constituídas arguidas duas mulheres.

amadora,sociedade,gnr,psp,crime,justica,
Foto
Ao dar cumprimento a três mandados de busca domiciliária foi possível apreender 470 artigos de vestuário furtados, um saco forrado a alumínio (usado presumivelmente para contornar os sistemas de alarme das lojas) e três armas brancas D.R.

O Comando Territorial de Lisboa, através do Subdestacamento Territorial de Alcabideche, no dia 29 de Julho, recuperou, na localidade da Amadora, 470 artigos de vestuário que haviam sido furtados.

De acordo com um comunicado da GNR, esta operação resultou de uma investigação, que decorria há cerca de sete meses, pelo furto de diversos materiais de vestuário em várias lojas de grandes superfícies comerciais.

 Ao dar cumprimento a três mandados de busca domiciliária foi possível apreender 470 artigos de vestuário furtados, um saco forrado a alumínio (usado presumivelmente para contornar os sistemas de alarme das lojas) e três armas brancas.

Os militares da Guarda detectaram ainda que um dos homens, de 52 anos, tinha em casa uma arma branca, vulgo “borboleta”, o que culminou na sua detenção.

Ainda no decorrer da acção foram constituídas arguidas duas mulheres, de 48 e 52 anos, com antecedentes criminais pelo crime de furto.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Lisboa. Esta acção contou com o apoio da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Sugerir correcção