Análise a infectados em Portugal

Doenças cardíacas e renais aumentam risco de morte por covid-19 – mas o peso da idade é “colossal”

Uma análise aos 20 mil primeiros infectados em Portugal mostra que outras complicações de saúde agravam a possibilidade de morte em pessoas com covid-19. As doenças cardíacas e renais parecem ser aquelas em que há mais risco relativo de morte, mas são ainda poucas as pessoas analisadas. Certo é que a idade é o maior factor de risco.

Saúde
Foto
Adriano Miranda

As pessoas infectadas com covid-19 que tenham outras complicações de saúde estão em maior risco do que as restantes e há dois problemas que aumentam esse perigo: as doenças cardíacas ou doenças renais nos doentes infectados, por exemplo, duplica o risco de morte por covid-19. Ainda assim, a idade é mesmo o maior factor de risco. “Estávamos à espera de mais impacto das pré-condições do que da idade”, admite o autor principal do estudo, Paulo Jorge Nogueira. As conclusões fazem parte de um estudo que analisa os dados relativos aos primeiros 20.293 infectados com o novo coronavírus em Portugal (quase até ao final de Abril), que foi publicado na revista científica Journal of Clinical Medicine.