Em Vila Nova de Cerveira, o crochet sai à rua e traz música

Neste Verão de tantos concertos cancelados, há uma rota do crochet pelas ruas e espaços públicos de Cerveira, até pelas varandas e montras, em que a inspiração é a música. Há peças em tamanho real e outras que vão dos três aos seis metros.

camara-vila-nova-cerveira,vila-nova-cerveira,fugas,artes,verao,musica,
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR
Vila Nova de Cerveira
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR
Vila Nova de Cerveira
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR
Vila Nova de Cerveira
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR
camara-vila-nova-cerveira,vila-nova-cerveira,fugas,artes,verao,musica,
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR
camara-vila-nova-cerveira,vila-nova-cerveira,fugas,artes,verao,musica,
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR
camara-vila-nova-cerveira,vila-nova-cerveira,fugas,artes,verao,musica,
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR
Vila Nova de Cerveira
Fotogaleria
O Crochet Sai à Rua… em Cerveira DR

Num ano diferente em que se sente a falta dos míticos concertos de Verão, acústicos e de fado, o projecto comunitário O Crochet Sai à Rua… em Cerveira elegeu a temática da música, recriando, em crochet, instrumentos de cordas, percussão e teclas, “banda sonora onde cada visitante pode associar, pela imaginação, uma melodia que seja marcante”. Este cenário para passear estará presente de dia 25 de Julho a 30 de Setembro em Vila Nova da Cerveira.

Com “a criação de peças em tamanho real e de outras com dimensões entre os três e os seis metros”, como se refere em comunicado, Vila Nova de Cerveira, reconhecida como a “Vila das Artes” (afinal, não podemos esquecer a Bienal de Cerveira, este ano em novo formato e datas), acolhe a iniciativa que arranca em plena escadaria do edifício da câmara municipal. Aqui, encontra-se “instalado um imponente piano, todo forrado a crochet, com pianista e outros pequenos pormenores que tornam este cenário convidativo para um primeiro registo fotográfico”.

No centro histórico, impõe-se um coreto de dimensões reais, com uma banda composta por sete músicos, dirigidos por um maestro, todos bem fardados em crochet e de tamanho real. “O desafio”, anuncia o comunicado, “é partir à descoberta de mais instrumentos pelas ruas do centro histórico”, como uma guitarra acústica, uma guitarra portuguesa, uma viola, uma harpa, uma harmónica e três bombos, resultado de uma parceria entre a câmara municipal, algumas freguesias do concelho e a Santa Casa da Misericórdia.

No âmbito do projecto, os estabelecimentos comerciais exibem “montras arrojadas” e as varandas dos residentes são também palcos de arte.

O Crochet Sai à Rua… em Cerveira teve a sua primeira edição em 2014 e conquistou o seu lugar na programação cultural de Vila Nova de Cerveira, “além de se apresentar como uma referência turística do Alto Minho, com grande impacto nacional, na Galiza e mesmo além-fronteiras”.

Sugerir correcção