TAP retoma em Setembro 40% da operação pré-pandemia

Companhia aérea tem programados para Agosto cerca de 500 voos semanais de ida e volta, num total de 66 rotas.

aviacao,empresas,economia,tap,ambiente,transportes,
Foto
LUSA/MÁRIO CRUZ

A TAP anunciou hoje que tenciona repor em Setembro cerca de 40% da sua operação normal pré-covid 19, com 66 rotas em Agosto e 76 em Setembro, num total de cerca de 700 voos por semana.

“A TAP está a repor gradualmente a sua operação e tem programados para Agosto cerca de 500 voos semanais de ida e volta, num total de 66 rotas. Em Setembro, a companhia prevê realizar perto de 700 voos por semana, num total de 76 rotas”, refere a companhia em comunicado.

A TAP aumenta assim a sua oferta em Agosto com 18 voos semanais para o Brasil, 20 voos para seis destinos na América do Norte, 44 voos para nove destinos em África, 329 voos para 30 cidades na Europa e 126 voos para seis aeroportos nacionais.

O Porto passa também a contar, em Agosto, com ligações a Ponta Delgada, Rio de Janeiro, Newark, Londres, Milão e Zurique, que se juntam às ligações a Paris, Luxemburgo e ao Funchal repostas em Julho. Em Setembro iniciar-se-á também a rota Porto-Amesterdão.

A transportadora aérea nacional conta ter em Setembro 22 voos por semana para o Brasil, 30 voos em oito rotas na América do Norte, 59 voos para 13 cidades em África e no Médio Oriente, 498 voos para 35 cidades europeias e 159 voos entre seis cidades de Portugal.

“A lista de rotas e voos poderá ser ajustada sempre que as circunstâncias o exijam, face à dinâmica da evolução das imposições e restrições dos vários países, em virtude da evolução da pandemia, bem como da evolução da procura”, refere.

“Mesmo sabendo que o ambiente a bordo é dos mais esterilizados e seguros do ponto de vista do contágio de doenças infecto-contagiosas, dada a qualidade do ar e a configuração da cabina, a TAP ajustou as rotinas e implementou novos e reforçados procedimentos, garantindo a todos os passageiros um ambiente ‘clean&safe’ em todas as fases da viagem. A saúde e a segurança de todos são a prioridade da TAP”, acrescenta a companhia aérea.

Sugerir correcção