Torne-se perito

Deputado Alexandre Poço é o novo líder da JSD

O novo líder da JSD é de Oeiras, tem 28 anos e foi eleito deputado na Assembleia da República nas últimas legislativas.

margarida-balseiro-lopes,jsd,politica,rui-rio,eleicoes,psd,
Foto
Alexandre Poço sucede a Margarida Balseiro Lopes rui Gaudencio

 O deputado Alexandre Poço é o novo presidente da Juventude Social-Democrata (JSD), sucedendo no cargo a Margarida Balseiro Lopes, que há dois anos foi a primeira mulher eleita para este cargo.

De acordo com a página oficial da JSD no Facebook, Alexandre Poço foi eleito presidente desta estrutura autónoma do PSD, derrotando a também deputada Sofia Matos, actual secretária-geral da “jota”. Alexandre Poço, 28 anos, natural de Oeiras (Lisboa), é consultor e um dos cinco vice-presidentes da JSD e líder da distrital de Lisboa desta estrutura.

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, foi eleito deputado nas últimas legislativas por Lisboa e é um dos deputados mais jovens desta legislatura. Nas recentes eleições internas do PSD, esteve inicialmente ao lado do vice-presidente da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz, e na segunda volta apoiou o antigo líder parlamentar Luís Montenegro.

Sofia Matos, 29 anos, foi mandatária nacional para a Juventude de Rui Rio na disputa interna de Janeiro pela liderança do PSD.

Em resposta a perguntas enviadas pela Lusa na semana passada, Alexandre Poço elegeu como prioridade para o seu mandato o emprego jovem, considerando que “sem emprego, ou com salários miseráveis, sem acesso facilitado à primeira habitação, a independência dos jovens torna-se muito difícil”.

“Estamos a ultimar medidas e iniciativas legislativas que promovem a contratação de jovens e o seu acesso à primeira habitação, como por exemplo a que isenta a Taxa Social Única (TSU) no início da carreira, sem perda dos benefícios sociais associados, e a criação do IRS jovem até aos 30 anos, nos cinco primeiros anos de actividade profissional”, destacou.

Já sobre a relação com a actual direcção, Alexandre Poço salientou que “nenhuma candidatura promovida por uma liderança nacional do PSD alguma vez conseguiu controlar a JSD”, considerando que tal “seria a negação da “jota"”.

“A JSD é uma organização independente e tem permanecido assim ao logo dos anos. Esta tem sido uma das nossas principais forças. É verdade que muitos líderes do PSD se sentem tentados a controlar a “jota”, vários tentaram, mas nenhum conseguiu”, respondeu Alexandre Poço, recordando a relação tensa entre o então líder do PSD Cavaco Silva e o presidente da JSD Pedro Passos Coelho.

Recorde-se que, tal como a sua antecessora, Alexandre Poço foi um dos sociais-democratas que apoiaram a candidatura de Luís Montenegro à liderança do PSD. Mais recentemente, Alexandre Poço foi um dos deputados da bancada “laranja” que votou contra o fim dos debates quinzenais.

A eleição do novo líder da JSD decorreu em moldes diferentes do habitual devido à pandemia de covid-19. Habitualmente, a votação decorre presencialmente, no último dia do congresso, mas desta vez o XXVI Congresso Nacional decorreu por via telemática (à distância). Já as votações dos cerca de 600 delegados eleitos foram descentralizadas por todo o país, nas sedes distritais, entre as 12h às 19h de hoje, com máscara de protecção individual obrigatória para votar.

O congresso esteve inicialmente marcado para 17, 18 e 19 de Abril, mas foi cancelado devido à pandemia, tendo a campanha decorrido sobretudo via redes sociais.

A anterior líder da JSD, Margarida Balseiro Lopes, já completou 30 anos - idade limite para militar na “jota”, não se podendo recandidatar -, foi eleita em Abril de 2018 e tornou-se então a primeira mulher a chefiar esta estrutura. No Twitter, Margarida Balseiro Lopes despediu-se da estrutura com a mensagem: “Foi uma honra”.

Sugerir correcção