O que podem os Estados Unidos aprender com a política portuguesa

Os esforços para retirar significado e inspiração do passado não podem eliminar os conflitos económicos ou os desafios políticos; no entanto, os intercâmbios criativos públicos, como as comemorações anuais do 25 de Abril em Portugal, podem ajudar a construir e a manter um campo político melhor do que aquele que actualmente ensombra os Estados Unidos.

O ataque de Donald Trump, no dia da Independência, à cultura de inclusão e de igualdade acentua um problema há muito existente entre nós. Longe de estar unida por princípios consagrados nas origens do país, a América há muito que vem a sofrer de uma grande discórdia entre as lições que deve retirar da História da nação e a forma como pretende contar a história do nosso passado. Os conflitos acerca do tratamento das minorias – e os laços de inclusão na comunidade imaginária do país – têm marcado a história americana desde a sua independência. Mesmo após o final da presidência de Trump, a busca pela igualdade e inclusão – e o restabelecimento de um sentido de comunidade nacional – exigirão que encontremos melhores formas de desenvolver o que fazemos acerca do passado político do país e a forma como falamos sobre ele.

Sugerir correcção