Portugal perante o desafio de executar quase 6000 milhões de fundos ao ano

De acordo com os cálculos do Governo, Portugal sai das negociações quase com as mesmas verbas que eram propostas pela Comissão. Algum dinheiro poderá chegar já este ano, mas a maioria apenas a partir de Junho de 2021.

coronavirus,pglobal,fundos-comunitarios,economia,uniao-europeia,europa,
Foto
Reuters/POOL

A resposta da União Europeia (UE) à pandemia poderá trazer esta década a Portugal, entre o quadro financeiro plurianual que termina este ano, o novo quadro que se inicia em 2021 e o fundo de recuperação criado especialmente para esta crise, mais 57,9 mil milhões de euros em fundos europeus. Serão quase 6000 milhões de euros ao ano que ficarão à disposição do país, algo que constitui um desafio para quem, em anos anteriores, tem revelado dificuldades em executar a tempo e com qualidade fundos europeus que, em média, são bastante mais reduzidos.