Europa

Ivan Krastev: "Os populistas são mais as vítimas da crise do que os beneficiários"

Os líderes europeus prometeram solidariedade e cooperação, mas teme-se que a falta de uma resposta a uníssono à crise imposta pela pandemia da covid-19 possa abrir a porta a mais movimentos populistas e nacionalistas na União Europeia. 

Ao PÚBLICO, o cientista político búlgaro Ivan Krastev, diz que a covid-19 Covid obrigou os líderes europeus a ver o mundo com olhos diferentes e que, até agora, os populistas são mais as vítimas da crise do que os beneficiários.

Leia a entrevista completa aqui. 

Sugerir correcção