Jorge Jesus, o messias está de regresso à Luz

As duas partes chegaram a acordo e o treinador deverá assinar um contrato válido para as próximas três épocas.

Foto
Jorge Jesus LUSA/ALI HAIDER

Benfica e Jorge Jesus chegaram a acordo para o regresso do treinador ao clube durante a noite passada. O técnico, de 65 anos, deverá viajar para Portugal nos próximos dias onde assumirá o cargo que já foi seu durante os anos de 2009 e 2015, período em que conquistou dez títulos e levou as “águias” a duas finais da Liga Europa.

Jorge Jesus treinava desde Junho de 2019 o Flamengo, clube que levou à conquista do título de campeão brasileiro, bem como da Taça Libertadores da América. Nesta semana sagrou-se também campeão carioca de futebol, após ter ganho o campeonato estadual. No total, foram seis títulos ganhos durante a permanência no Rio de Janeiro.

O técnico sucede a Bruno Lage nos “encarnados” e deverá assinar um contrato com a duração de três temporadas, recebendo três milhões de euros limpos por época. Para a Luz virá também a totalidade da equipa técnica que acompanhava o treinador no Flamengo - João de Deus, Tiago Oliveira, Mário Monteiro e Márcio Sampaio (preparadores físicos) e Gil Henriques e Rodrigo Araújo (analistas)​.

Mas não só. Segundo informação avançada no Brasil, o treinador português também está interessado em trazer para a Luz o chefe do departamento médico do Flamengo, Márcio Tannure. Jesus ficou fã do clínico, depois da recuperação física em tempo recorde de vários atletas que tinham lesões e que o médico conseguiu colocar à disposição do treinador antes do que estava inicialmente previsto.

O Flamengo perderá o treinador que revolucionou o clube e com quem tinha renovado contrato até Junho de 2021, recebendo cerca de dois milhões de euros (um milhão que o clube brasileiro adiantou em salários ao treinador português quando houve a renovação do contrato) e mais um milhão de indemnização. No entanto, por enquanto, o emblema carioca ainda não fez nenhum comentário sobre o assunto.

O regresso de Jorge Jesus à Luz dá-se depois da sua saída para o rival Sporting, no Verão de 2015. Depois de três épocas em Alvalade, onde conquistou uma Supertaça e uma Taça da Liga, rumou à Arábia Saudita para orientar o Al Hilal.