FBI lança investigação para encontrar hackers responsáveis por ataque ao Twitter

Na quarta-feira, várias contas verificadas na rede social Twitter foram alvo de um ataque a promover as criptomoedas.

hackers,fbi,eua,tecnologia,twitter,barack-obama,
Foto
Hackers terão angariado cerca de 100 mil euros em criptomoeda Reuters/Kacper Pempel

O ataque a várias contas oficiais no Twitter, na passada quarta-feira, motivou a abertura de um inquérito por parte do FBI.

De acordo com as autoridades norte-americanas, os hackers, que assumiram as contas de diversas celebridades e publicaram conteúdos promocionais relacionados com criptomoedas, são suspeitos de fraude.

Ainda assim, segundo revela a Reuters, até ao momento não se sabe se os responsáveis pelo ataque cibernético conseguiram aceder às mensagens privadas de contas, como a de Barack Obama, Joe Biden ou Kim Kardashian.

“Apesar de o esquema parecer apenas financeiramente motivado, imaginemos que os responsáveis pelo ataque usavam estas vozes poderosas para espalhar desinformação capaz de interferir nas eleições”, disse Ed Markey, um senador do partido Democrata.

A própria rede social Twitter confirmou que os hackers atacaram funcionários com acesso aos seus sistemas internos “e usaram esse acesso para controlar contas com visibilidade e publicarem tweets em seu nome”. À Reuters, o FBI não confirmou se a investigação visa algum funcionário da rede social.

Nas mensagens fraudulentas era sugerido aos utilizadores que enviassem bitcoins com a promessa que o investimento seria multiplicado. De acordo com registos públicos da blockchain, os responsáveis pelo ataque terão angariado cerca de 100 mil euros em criptomoeda.

Sugerir correcção