Fim das notas e moedas? Para já, a pandemia fez com que as pessoas as guardassem

Ao mesmo tempo que sofrem reduções do rendimento e fazem mais compras online, as pessoas estão em todo mundo, e também em Portugal, a guardar consigo mais notas e moedas, aparentemente com medo de uma crise financeira.

Foto
Reuters/INTS KALNINS

As visões de um mundo sem notas e moedas não são de agora, mas a pandemia do novo coronavírus aumentou ainda mais o número de pessoas a preverem (e a desejarem) o fim deste meio de pagamento, substituído pelos mais modernos, talvez mais seguros, mas também menos protectores da privacidade meios de pagamento electrónicos. No entanto, para já, aquilo a que se assiste nas estatísticas é, em todo o mundo, desde que começou a crise, a um aumento das notas e moedas procuradas pelas pessoas para as guardarem.