conjuntura,economia,defice,divida-publica,zona-euro,orcamento-estado,
LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

E, a seguir à crise, vai ser possível crescer com tanta dívida?

Dívida pública em níveis recordes e empresas a recorrerem ao crédito para evitar a falência colocam um desafio para o futuro às economias de todo o mundo, incluindo a portuguesa. Se as taxas de juro se mantiverem baixas, tudo será mais fácil.

Com a economia subitamente parada por causa da pandemia, Estados e empresas, um pouco por todo o mundo, não puderam seguir outro caminho que não fosse pedir empréstimos. Mas, se para fazer face às necessidades imediatas e não deixar a economia entrar em completo colapso, mais endividamento foi aceite por quase todos como um mal necessário, uma nova questão começa agora a ser colocada: será possível pôr a economia outra vez a crescer no futuro com o peso de tanta dívida?