Livros

As aguarelas de Pedro dizem Obrigado a quem enfrenta a covid-19

Obrigado compila 20 aguarelas e é uma edição limitada. Mais do que um mero agradecimento, o livro é uma homenagem aos profissionais que se destacaram na batalha contra o novo coronavírus.

Fotogaleria

Seja com arte urbanaagradecimentos pessoais ou aplausos nas varandas, nos últimos meses têm sido muitos os gestos de agradecimento aos profissionais que estão na linha da frente do combate à covid-19 — e Pedro de Sousa Araújo não quis ser excepção. De pincéis e aguarela na mão, o artista criou 20 pinturas, agregadas agora em livro, num Obrigado que vai ser exclusivamente distribuído por amigos e representantes das classes retratadas.

A ideia nasceu a partir de um desafio de uma das filhas de Pedro de Sousa Araújo, a inspiração surgiu da “vivência” da nova normalidade, em que o uso de máscaras ou as aulas à distância se tornaram a norma. “Tudo começou no início do período de confinamento e em ambiente familiar. Conversámos sobre as dificuldades que todas as pessoas que continuavam a trabalhar estavam a enfrentar. Os profissionais de saúde estavam na linha da frente, mas houve uma série de outros que tiveram de se manter activos para que todos nós nos pudéssemos manter em casa.  Foram estes heróis – os professores, os repositores de supermercados, os farmacêuticos, os cuidadores de idosos, e tantos outros – que fizeram a vida continuar e é a todos eles que queremos agradecer”, revela o artista ao P3.

O livro é uma edição limitada, promovida pela empresa João Mata Corretores e Consultores de Seguros, mas Pedro de Sousa Araújo não descarta a possibilidade de fazer outras iniciativas semelhantes no futuro. “Todos nós sabemos que a área da cultura em Portugal está a passar por um período muito complicado… Mas há esperança, e a esperança surge de projectos como este, que valorizam o trabalho criativo e resultam de esforços e iniciativas conjuntas. Na minha opinião, o projecto Obrigado demonstra bem o trabalho que pode ser feito a vários níveis: os desafios são bem-vindos e podem ter origem tanto no artista como nas próprias empresas”, conclui o autor do livro. “Haja criatividade.”

Pedro de Sousa Araújo
Pedro de Sousa Araújo
Pedro de Sousa Araújo
Pedro de Sousa Araújo
Pedro de Sousa Araújo
Pedro de Sousa Araújo
Pedro de Sousa Araújo
Sugerir correcção