Catalunha põe oito municípios em “pré-confinamento”

Seis províncias devem aprovar nos próximos dias a obrigatoriedade do uso de máscara em qualquer espaço público, mesmo quando seja possível manter uma distância de segurança. Oito municípios da região de Segrià voltarão a um confinamento parcial.

covid19,coronavirus,catalunha,mundo,espanha,
Foto
LUSA/Enric Fontcuberta

Vários municípios de Espanha estão a anunciar medidas mais apertadas contra a pandemia e oito deles, da região de Segrià (Catalunha), vão entrar novamente em confinamento parcial devido ao aumento do número de novos casos de covid-19.

A conselheira da Saúde da Generalitat da Catalunha, Alba Vergés, anunciou na tarde deste domingo que a cidade de Lérida e sete outros municípios da região de Segrià aplicarão mais uma vez o confinamento parcial – um “pré-confinamento” –, a partir da meia-noite de segunda-feira, tendo em conta o aumento de casos de transmissão da covid-19 na província (816 novos casos este domingo, segundo o jornal El País).

Alba Vergés anunciou que as populações afectadas por este confinamento parcial serão Lérida, Alcarràs, Serós, Soses, Aitona, La Granja d'Escarp, Massalcoreig, Torres de Segre e as unidades municipais descentralizadas de Sucs e Raimat. As pessoas devem ficar em casa e sair só para trabalhar, caso não possam estar em teletrabalho, e para fazerem compras essenciais.

Em Espanha, de acordo com dados do ministério da Saúde divulgados pelo jornal El Mundo, foram até hoje diagnosticados 253.908 casos de covid-19, entre os quais morreram 28.403 pessoas. A maioria dos casos concentra-se em Madrid e na Catalunha, que registaram 136.420 dos casos e 14.116 dos óbitos.

As províncias espanholas de Andaluzia, Aragão, Astúrias, ​La Rioja, Múrcia e Navarra anunciaram que irão aprovar nos próximos dias o uso obrigatório de máscaras mesmo em situações em que a distância social possa ser mantida, relata o jornal El País, medida que está a ser estudada também pela Cantábria.

Catalunha, Ilhas Baleares e Extremadura já aplicaram o uso obrigatório de máscaras em todos os espaços públicos, mesmo quando a distância de segurança seja respeitada, para evitar a propagação do coronavírus.

Sugerir correcção