Terra: uma bola colorida nas mãos de uma criança

Eles ainda não sabem mas já sonham. É preciso provar aos mais pequenos que o planeta é o maior bem que nos foi atribuído pela sorte de um acaso. NESTUM está com os pais nesta importante tarefa.

estudio-p,
Foto
DR

O instante é uma estrela-cadente, se pai e filho se deitam a sentir o batimento do coração da Terra. Os primeiros passos, dados ao contra ritmo da pegada ecológica, são uma cápsula do tempo para ganhar anos entre barquinhos de papel pelos riachos e castelos de areia na praia. O mundo que os mais pequenos conhecem não é o que os seus pais conquistaram entre escaladas e subidas ao topo das árvores. A Terra é vulnerável como a vida que dela pulsa, como um pequeno meteoro que se desfaz no acaso do impacto, e é efémera, à devida escala, como um animal que definha sem cuidados.

É por isso que a guerra contra as alterações climáticas deveria ser a única aprendida pelas crianças, a única capaz de invadir territórios e fazer hastear bandeiras. Mas essa quase nunca consta dos contos infantis que herdamos de uma memória colectiva, nem são os seus protagonistas os heróis dos épicos repetidos de geração em geração. É preciso ensinar o novo heroísmo: o que nasce nas pequenas acções repetidas em casa, os valores que se acarinham no lar para se amplificarem numa voz uníssona e transfronteiriça.

O exemplo de NESTUM

NESTUM quer, por isso, ajudar os pais na difícil tarefa de ensinar miúdos que abraçam a sustentabilidade com a leveza de um hábito fácil e repetido e com a força de uma consciência sempre alerta. O exemplo que NESTUM quer transmitir nasce dos valores do cuidado e da delicadeza com o ambiente em redor e isso é visível ao longo de toda a cadeia de valor da marca e está reflectido nas embalagens recicláveis, desde a saqueta interior que protege os flocos, passando pela caixa de cartão que comunica com o consumir, até à caixa de transporte que leva o NESTUM da fábrica (em Avanca, concelho de Estarreja) para todas as lojas em território nacional e no estrangeiro​.

À mesa podem surgir as conversas fracturantes, as que nos lembram o que é importante, o que de facto nos dá dimensão de futuro. Por isso, para construir o sabor de sempre, NESTUM tem também uma preocupação em produzir com a menor pegada ambiental possível, com reduções no consumo de água, de emissões de gases com efeito de estufa e com a utilização de energias renováveis e até através do objectivo, já alcançado, de zero resíduos enviados para aterro. Todo este cuidado está presente em todas as etapas a montante da embalagem, iniciando-se com a selecção criteriosa das matérias-primas. Trata-se de um processo gradual e constante, que requer aprendizagem e estudo para ter os produtos da gama constantemente actualizados de acordo com aquelas que são as preferências e os hábitos de consumo dos portugueses, tendo sempre presente como modus operandi processos ambientalmente sustentáveis. Um exemplo recente dessa aprendizagem foi a alteração da composição das bolsas interiores, tendo-se eliminado uma bolsa não reciclável, substituindo-a por uma de material de alumínio reciclável.

Destes processos de inovação resultou que hoje as embalagens de NESTUM, caixa de cartão e saqueta, sejam recicláveis e tenham certificação FSC, o que assegura que a sua produção tem origem em florestas com gestão sustentável, o que demonstra o compromisso de NESTUM em fazer parte de um futuro melhor para todos.

Este é um testemunho que pode inspirar os mais pequenos a manterem a conexão com a terra-mãe, que tudo fornece e à qual tudo devemos. Para que o planeta continue a providenciar os bens essenciais à vida, há que passar das mensagens subliminares aos exemplos que as crianças apreendem com perspicácia. Por isso, NESTUM também oferece desafios às famílias, como o de montar um aquário personalizado que respeita o ambiente e aproveita recursos.

PÚBLICO -
Foto
D.R.

Um aquário para homenagear todas as formas de vida e habitats

NESTUM sugere que os graúdos acompanhem as crianças numa actividade que incentiva a reutilização, a criatividade e a celebração dos ecossistemas terrestres. Para o efeito, são necessários alguns papéis coloridos, uma embalagem de NESTUM, cola e tesoura. Depois, é seguir os passos: recortar um rectângulo central num dos lados do paralelepípedo e forrar o interior com um papel de cor azul. Em seguida, com papéis de outras tonalidades, recortar, em forma de peixe e outros seres aquáticos, os pequenos habitantes do aquário, colando-os ao interior azul. Finalmente, retirar a tampa de NESTUM GO!, prender lã em torno da tampa e unir em pequenos nós. Nascerá um polvo cheio de tentáculos das mãos dos pequenos criadores. Também este acto ensina como o Homem pode ser agente de vida, activo na sua ajuda aos seres mais frágeis para que não deixem de preencher com cores uma Terra que - ainda – nos presenteia com o verde da Natureza. Que os adultos saibam beber do exemplo que a mão terna de uma criança desenha e imprime no mundo.

Sugerir correcção