Unsplash
Foto
Unsplash

Limpa a tua praia e ganha um café: é este o lema da Waste4Coffee

A Waste4Coffee, criada por Joana Pereira da Costa, tem como principal objectivo limpar as praias em troca de um café. A ideia surgiu depois de uma viagem à República Dominicana.

Chama-se Joana Pereira da Costa, tem 20 anos e é a fundadora da Waste4Coffee, uma organização sem fins lucrativos que se dedica à limpeza de praias. A viagem que a levou à criação desta iniciativa em Portugal tem, claro, uma história por detrás. E esta em particular guia-nos até às praias da República Dominicana, em Março de 2019.

Joana estava numa praia e decidiu começar a recolher lixo. Este era já um hábito seu. Há cinco anos, viu o documentário Cowspiracy e não só se tornou vegan, como despertou para os problemas ambientais, o que a levou a estudar Ciências do Ambiente no estrangeiro. Já de regresso, ao fim de seis meses, fez uma pausa nos estudos e aproveitou para ir apanhando lixo nas praias de Oeiras a Cascais. Tudo começava assim.

Nesse dia de Março, do outro lado do mundo, um funcionário do restaurante da praia “comoveu-se” ao vê-la e perguntou-lhe se não queria alguma coisa em troca. Aí nasceu a ideia: encher um balde de lixo e receber uma recompensa (um café, um gelado, uma cerveja ou até mesmo cera para a prancha de surf). Joana, que actualmente estuda Ciência Política e Relações Internacionais, regressou a Portugal e juntou um grupo de amigos, criando a Waste4Coffee, que já conseguiu recolher 550 quilos de lixo desde 2019.

PÚBLICO -
Foto
Joana Pereira da Costa (ao centro) tem 20 anos e é de Cascais DR

“A ideia teve uma adesão enorme”, conta Joana ao P3. “A maioria dos nossos seguidores é dessa altura.” Entretanto, alguns dos membros da Waste4Coffee foram estudar ou viver para fora, o que levou o projecto estender-se a países como o Reino Unido, a Austrália e Espanha.

Hoje, em Portugal, são 32 os restaurantes aderentes, do Algarve ao Porto, que dispõem de um balde (para ser reutilizado) e de um autocolante com o logo da organização. Joana e os seus amigos continuam empenhados na limpeza de praias, que planeiam retomar com o abrandamento da pandemia. Para além disso, estão à procura de parcerias com marcas de café sustentável.

A jovem de Cascais, cuja vida mudou naquele dia na República Dominicana, quer continuar a lutar por um mundo de praias limpas. Tal como se lê no site, a missão primordial da Waste4Coffee é: “Consciencializar a população a respeitar o seu meio ambiente e manter constantemente limpas as suas praias, através da recompensa de um café.”

Texto editado por Amanda Ribeiro

Sugerir correcção