Conselho Superior de Obras Públicas dá prioridade à ligação Lisboa-Porto

A construção de variantes à linha do Norte para diminuir o tempo de percurso entre as duas cidades deverá ser “implementada tão rapidamente quanto possível”, diz parecer do CSOP. Mas alerta o Governo para a necessidade de se fazer um Plano Ferroviário Nacional

Foto
Paulo Pimenta

A construção de variantes à linha do Norte por forma a aumentar a sua capacidade e segregar tráfegos rápidos e lentos, permitindo que Lisboa e Porto fiquem à distância de duas horas em comboio, é o mais caro dos 13 projectos ferroviários previstos no Plano Nacional de Investimento 2030 (PNI2030), mas é um dos três aos quais o Conselho Superior de Obras Públicas (CSOP) atribui prioridade máxima.

Sugerir correcção