Recuperação económica na cultura aposta no digital, artesanato e redes de equipamentos

Um programa de apoio às actividades artesanais ou a criação de um fundo público para a criatividade digital estão entre as propostas do plano que o consultor António Costa Silva apresentou ao Governo para conseguir recuperar a economia na próxima década.

cultura,politica-cultural,patrimonio,artes,inovacao,culturaipsilon,
Foto
Arte digital. Growing Verse, de Junya Oikawa

As apostas na criação digital, no artesanato, na relação entre cultura e ecologia e em redes de equipamentos culturais contam-se entre algumas das propostas principais, para o sector da cultura, inseridas no documento Visão Estratégica para o Plano de Recuperação Económica e Social de Portugal 2020-2030, que foi dado a conhecer esta sexta-feira e que está a ser coordenado pelo gestor convidado pelo primeiro-ministro, António Costa e Silva.