Município de Pinhel lança vinho comemorativo dos 250 anos da cidade

O “Pinhel Cidade Falcão 1770 - 2020”, que assinala os 250 anos da cidade de Pinhel, é lançado no ano em que aquela cidade também ostenta o título de “Cidade do Vinho”.

cova-beira,castelo-branco,guarda,vinhos,douro,fugas,
Foto
Adriano Miranda

O município de Pinhel, no distrito da Guarda, vai proceder no mês de Julho ao lançamento de um vinho comemorativo dos 250 anos da elevação de Pinhel à categoria de cidade.

A autarquia presidida por Rui Ventura refere em comunicado enviado esta quinta-feira à agência Lusa que a sessão de apresentação do vinho “Pinhel Cidade Falcão 1770 - 2020”, que o município de Pinhel encomendou à Adega Cooperativa local, terá lugar pelas 21:30 do dia 25, um sábado, no Jardim 5 de Outubro.

“Tendo por base uma reserva de 2015, o “Pinhel Cidade Falcão 1770 - 2020” (Beira Interior - DOC Tinto) começou a ser engarrafado em meados de Fevereiro”, segundo a fonte.

O município adianta que o lote de vinho “contempla a produção de 13 mil garrafas de 0,75 litros, e 250 garrafas de 1,5l, 3l e 5l”.

O presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, refere que a iniciativa “visa não só assinalar uma data de relevo, como são os 250 anos da cidade de Pinhel (a 25 de Agosto de 2020), mas também homenagear todos aqueles que trabalham a terra e contribuem para a excelência dos vinhos de Pinhel, sem dúvida um dos melhores embaixadores do concelho”.

O “Pinhel Cidade Falcão 1770 - 2020”, que assinala os 250 anos da cidade de Pinhel, é lançado no ano em que aquela cidade também ostenta o título de “Cidade do Vinho”.

Sobre o vinho comemorativo, o município refere: “Das vinhas com mais de 20 anos tratadas de modo tradicional, na região de Pinhel, e após apurada selecção das mesmas, nasceu este néctar que se destina a homenagear a história da nossa cidade, bem como os nossos viticultores”.

“Distingue-se este néctar, que, pela sua qualidade intrínseca, possui agradáveis notas de frutos vermelhos e rebuçado, na boca a elegância e a harmonia é a nota dominante. Decidimos apresentar o mesmo de forma a preservar e salientar aquilo que de melhor têm as uvas de casta Touriga Nacional, Aragonês e Rufete”, remata.

O concelho de Pinhel integra a área de abrangência da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior (CVRBI) que também abrange as zonas vitivinícolas de Castelo Rodrigo e da Cova da Beira, nos distritos de Guarda e de Castelo Branco.

Sugerir correcção