Golo nos descontos dita segunda derrota seguida do Wolverhampton

O Manchester United pode aproveitar o desaire dos “wolves” se derrotar o Aston Villa nesta quinta-feira.

João Moutinho, jogador do Wolverhampton
Foto
João Moutinho, jogador do Wolverhampton Reuters/PETER POWELL

Um golo aos 90+3 minutos ditou nesta quarta-feira a segunda derrota seguida do Wolverhampton, treinado pelo português Nuno Espírito Santo, na visita ao Sheffield United, por 1-0, em jogo da 34.ª jornada da Liga inglesa de futebol.

Depois da derrota caseira diante do Arsenal (2-0), na ronda anterior, os “wolves” voltaram a ceder pontos na prova, por “culpa” de um golo do central irlandês John Egan, na sequência de um canto.

O Wolverhampton não só perdeu a oportunidade de igualar o Manchester United no quinto lugar e de pressionar os “red devils”, que na quinta-feira jogam em casa do Aston Villa, como ainda viu o Sheffield United aproximar-se na classificação.

A equipa comandada por Nuno Espírito Santo mantém-se no sexto lugar, com 53 pontos, a dois do Manchester United, mas agora tem apenas um de vantagem sobre o Sheffield United, sétimo colocado, que voltou a confirmar a “candidatura” a uma vaga europeia.

Os internacionais portugueses Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho e Diogo Jota foram titulares nos “wolves”, enquanto Rúben Vinagre, Bruno Jordão e Daniel Podence não saíram do banco de suplentes.

No topo da classificação, o Manchester City, que vinha de um desaire com o Shouthampton (1-0), voltou aos triunfos na Premier League, ao aplicar uma “mão cheia” sobre o Newcastle (5-0).

O conjunto orientado por Pep Guardiola, que teve o internacional luso João Cancelo no “onze”, chegou ao triunfo com golos do brasileiro Gabriel Jesus (10 minutos), do argelino Riyad Mahrez (21'), do espanhol David Silva (65') e de Raheem Sterling (90'+1'), sendo que, pelo meio, o central argentino Federico Fernández ainda apontou um autogolo (58').

O internacional português Bernardo Silva foi lançado no segundo tempo, num encontro no qual os “citizens”, que ocupam o segundo posto, reduziram provisoriamente para 20 pontos a desvantagem para o líder e já campeão Liverpool, que hoje visita o Brighton.

O Burnley continua empenhado em “intrometer-se” na luta pelas competições europeias da próxima época, tendo somado a terceira vitória nos últimos quatro jogos, ao bater por 1-0 o West Ham, graças a um golo de Jay Rodríguez, aos 31 minutos.

Sugerir correcção