Macron promove dança de cadeiras no Governo para apagar fogos e relançar o mandato

Depois da escolha de Castex para primeiro-ministro de França, foram anunciados novos ministros do Interior, do Trabalho e do Ambiente. Relançamento da economia e das aspirações eleitorais para 2022 são prioridades do Presidente.

emmanuel-macron,trabalho,mundo,ambiente,franca,europa,
Fotogaleria
Éric Dupond-Moretti, advogado criminal, é o novo ministro da Justiça GONZALO FUENTES /Reuters
emmanuel-macron,trabalho,mundo,ambiente,franca,europa,
Fotogaleria
Roselyne Bachelot é a nova ministra da Cultura YOAN VALAT /EPA
emmanuel-macron,trabalho,mundo,ambiente,franca,europa,
Fotogaleria
Barbara Pompili foi chamada para o ministério do Ambiente CHRISTOPHE PETIT TESSON / EPA
emmanuel-macron,trabalho,mundo,ambiente,franca,europa,
Fotogaleria
Gérald Darmanin assume a importante pasta do Interior CHRISTOPHE PETIT TESSON /EPA

Não foi propriamente uma revolução, mas também não se pode falar em continuidade política. A remodelação do Governo francês foi revelada esta segunda-feira e inclui mudanças nas pastas do Interior, do Ambiente, do Trabalho e da Justiça e mantém intocados os ministérios dos Negócios Estrangeiros, da Economia e da Saúde. Com Jean Castex como primeiro-ministro, o executivo tem como missão relançar a economia francesa, fortemente abalroada pelos efeitos da pandemia, ao mesmo tempo que procura dar um novo ímpeto ao que resta do mandato do Presidente Emmanuel Macron, em aparente decadência.