Torne-se perito Opinião

Este é o país do desenrasca. Queriam milagres, era?

Se temos nas mãos um Fiat Punto, ele nunca vai acelerar como um Ferrari, por muito que pressionemos o pedal. É esse o estado do nosso Estado.

“Os transportes públicos não estão associados a nenhum dos novos casos de infecção”, afirmou Marta Temido esta semana na Comissão Parlamentar da Saúde. É uma frase extraordinariamente absurda da ministra, no seu misto de irresponsabilidade política e desonestidade científica, tendo em conta que ninguém sabe a origem de inúmeras infecções. No entanto, a frase encaixa como uma luva naquela que tem sido a resposta do Governo sempre que as coisas correm mal no controlo da pandemia: 1) nunca há problemas em tudo aquilo que o Estado se mostra incapaz de resolver (não há mais comboios disponíveis, logo, ir enlatado numa carruagem não causa infecções; não há máscaras no mercado, logo, as máscaras conferem uma falsa sensação de segurança); 2) nunca há problemas em tudo aquilo que o Estado autoriza que se faça (para a DGS, a cerimónia do 25 de Abril foi seguríssima, a vinda da Champions para Portugal uma maravilha e o desconfinamento não teve impacto na curva epidemiológica).