Bruno Fernandes é o rei de Old Trafford

Duas assistências e um grande golo para o médio português no triunfo do Manchester United sobre o Bournemouth, na Premier League.

Bruno Fernandes "manda" na equipa de Solksjaer
Foto
Bruno Fernandes "manda" na equipa de Solskjaer Reuters/PETER POWELL

Tal como acontecia nos seus tempos de Sporting, cada jogo do Manchester United é um testemunho da qualidade de Bruno Fernandes. Só chegou no final de Janeiro passado, mas a sua influência nos “red devils” sugere uma estadia mais prolongada. Neste sábado, o médio internacional português fez duas assistências e marcou um grande golo no triunfo do United sobre o Bournemouth, por 5-2, em jogo a contar para 33.ª jornada da Premier League.

Com Bruno, o United joga melhor, sabe o que está a fazer e todos os que estão à sua volta também brilham, como Paul Pogba, Anthony Martial ou o jovem Mason Greenwood, cujo talento é cada vez mais evidente. Com Bruno, o United quase só ganha – em 14 jogos com o português, a equipa de Solskjaer leva dez vitórias e quatro empates.

Mas não começou bem o jogo para o United frente ao aflito Bournemouth, que se colocou em vantagem aos 19’, num grande golo de Junior Stanislas – o antigo internacional jovem por Inglaterra fez uma grande maldade ao central mais caro do mundo, Harry Maguire, fazendo-lhe passar a bola por baixo das pernas antes do remate sem qualquer hipótese de defesa para De Gea.

Foi uma vantagem que durou pouco. Aos 29’, foi a vez de Mason Greenwood brilhar, com outro grande golo após assistência de Bruno Fernandes, e, aos 35’, Marcus Rashford fez o 2-1, na conversão de um penálti. Ainda antes do intervalo, Anthony Martial arrancou um potente remate de fora da área e elevou para 3-1, após passe de Bruno Fernandes.

O Bournemouth ainda renasceu para o jogo com um penálti convertido por Joshua King, aos 50’, mas os “red devils” continuaram a carregar e chegaram aos 4-2, com o segundo golo da tarde para Mason Greenwood, aos 54’. Cinco minutos depois, Bruno Fernandes também picou o ponto com um livre directo executado de forma superior e que só parou no fundo das redes do Bournemouth.

Foi o sétimo golo do antigo médio do Sporting com a camisola do United, tendo ainda realizado mais seis assistências. Os 55 milhões de euros (mais os extras em variáveis) que a equipa de Old Trafford pagou em Janeiro aos “leões” parecem cada vez mais uma pechincha.

Sugerir correcção