Nacionalização da Efacec trava pagamento de 58 milhões do empréstimo obrigacionista

Órgãos sociais foram dissolvidos e empresa passa a gestão corrente, até nomeação de novos membros pelo Estado. Trabalhadores ficaram satisfeitos.

nacionalizacoes,empresas,economia,banca,governo,angola,
Foto
Nelson Garrido

O decreto-lei que nacionaliza a Efacec, já em vigor esta sexta-feira, dissolve os órgãos sociais da empresa, uma medida necessária para garantir o controlo de gestão pelo Estado – apesar de os representantes de Isabel dos Santos já se encontrarem suspensos de funções –, mantendo a empresa em gestão corrente, até serem nomeados novos membros.