Artur Jorge acredita que o Sp. Braga irá chegar ao terceiro lugar

Novo treinador dos minhotos fez a antevisão do embate com o Desp. Aves. “Temos muito mais para dar”, assinalou.

desp-aves,sp-braga,desporto,i-liga,futebol-nacional,
Foto
SC Braga

O treinador interino do Sporting de Braga, Artur Jorge, manifestou nesta sexta-feira a confiança na obtenção do terceiro lugar no campeonato, apesar da ultrapassagem do Sporting. “Já estivemos nessa posição, estamos um pouco mais afastados agora, mas temos que dar o nosso melhor com a preocupação de vencer jogo a jogo. Acredito que, se conseguirmos vencer os jogos até ao final do campeonato, temos fortes possibilidades de conquistar o terceiro lugar”.

O técnico que substituiu Custódio Castro, após o desaire em Vila do Conde, terça-feira, diante do Rio Ave (4-3), vai liderar uma equipa que, após a retoma pós covid-19, averbou três derrotas, um empate e apenas uma vitória, tendo perdido o terceiro lugar para o Sporting.

“É olharmos para a parte negativa. Como é que a equipa está? A equipa está bem, está preparada, estes jogadores são competentes, a administração entendeu tê-los cá para lutarem por objectivos altos, já deram provas da sua mais-valia”, afirmou, assumindo “o privilégio de ser o treinador de um dos grupos mais fortes que existem em Portugal”.

Sobre o embate de sábado (21h30) com o Desportivo das Aves, último classificado e que já desceu de divisão, o técnico não espera facilidades. “Ao contrário do que se possa pensar, é um jogo muito difícil. Apesar de não terem conseguido o objectivo de ficar na I Liga, têm agora objectivos mais pessoais e individuais e isso, por vezes, causa desconforto porque não têm nada a perder”.

Não querendo entrar na análise do que foi o Sporting de Braga até agora por “respeito” aos anteriores treinadores, Artur Jorge sublinhou que importa “puxar os jogadores para a razão de serem iguais a si próprios”. “Acho que temos muito mais para dar, a paragem [por causa da pandemia de covid-19] pode, mentalmente, ter desfasado a equipa, mas este grupo de trabalho tem muita qualidade”.

Artur Jorge será o quarto treinador a orientar, esta época, a equipa “arsenalista”, que já experimentou vários sistemas. “Tenho as minhas próprias ideias e não abdico delas. O tempo de trabalho é ainda muito curto para o que possamos fazer, mas seguramente teremos algumas dinâmicas muito pessoais, mais próprias minhas, mas que vão ao encontro do que a equipa é capaz”, adiantou.

Sugerir correcção