Foto

Cientistas criam luva capaz de converter língua gestual em discurso oral

“Esperamos conseguir uma maneira fácil de as pessoas que usam língua gestual comunicarem com quem não usa sem precisarem de alguém que traduza”, diz o criador.

Cientistas na Califórnia criaram um dispositivo semelhante a uma luva que consegue converter língua gestual para discurso oral através de uma aplicação de telemóvel.

“Esperamos conseguir uma maneira fácil de as pessoas que usam língua gestual comunicarem com quem não usa sem precisarem de alguém que traduza”, afirmou o investigador Jun Chen, professor de Bioengenharia na faculdade de engenharia Samueli UCLA, da Universidade da Califórnia, e co-autor de um estudo publicado esta segunda-feira na revista Nature Electronics.

O sistema inclui um par de luvas feitas com sensores flexíveis e delgados ao longo de cada um dos dedos. Os sensores detectam os movimentos das mãos e a maneira como os dedos são colocados para significar letras individuais, números, palavras e expressões. Esses movimentos são convertidos em sinais eléctricos que são enviados para um circuito impresso do tamanho de uma moeda que é colocado no pulso. Esse circuito impresso transmite esses sinais para um telemóvel no qual uma aplicação os traduz como palavras faladas ao ritmo de uma por segundo.

Os investigadores também colocaram sensores com adesivos na face para capturar expressões faciais próprias da língua gestual americana. Nos testes, trabalharam com quatro pessoas surdas que usam língua gestual americana, que repetiram cada gesto dessa língua 15 vezes. Um algoritmo criado especificamente transformou estes gestos em letras, números e palavras que representa, reconhecendo 660 gestos, incluindo todas as letras do alfabeto e os algarismos de 0 a 9.

Esta não é a primeira luva criada com este objectivo. O Instituto Politécnico do Porto desenvolveu, por exemplo, o sistema VirtualSign; no Reino Unido e no México também surgiram tecnologias semelhantes.

Sugerir correcção