Trump admite reforçar Polónia com soldados retirados da Alemanha

Presidente dos EUA criticou Berlim e confirmou redução do contingente militar dos EUA durante a visita do seu homólogo polaco a Washington. Transferência de soldados promete criar tensões no seio da NATO.

eua,mundo,polonia,alemanha,europa,nato,
Fotogaleria
Donald Trump recebeu o Presidente da Polónia na Casa Branca,Donald Trump recebeu o Presidente da Polónia na Casa Branca Leszek Szymanski / EPA,Leszek Szymanski / EPA
eua,mundo,polonia,alemanha,europa,nato,
Fotogaleria
Bases militares dos EUA na Alemanha servem de posto avançado da NATO para a contenção da Rússia SGT BRIAN GAMBLE / BRITISH MINISTRY OF DEFENCE / HANDOUT / EPA

Em política, como em diplomacia, as imagens contam tanto como as decisões, e mais ainda quando se trata de Donald Trump. O Presidente dos Estados Unidos inaugurou as recepções pós-quarentena na Casa Branca na passada quarta-feira, recebendo o seu homólogo polaco. Ao lado de Andrzej Duda, que disputa este domingo umas eleições presidenciais muito renhidas, Trump confirmou a intenção de reduzir a presença militar norte-americana na Alemanha, a quem deixou muitas críticas, e admitiu reforçar a Polónia com alguns dos soldados estacionados em solo alemão.