mira,fugas,coimbra,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,
Fotogaleria
Nelson Garrido
mira,fugas,coimbra,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,
Fotogaleria
Nelson Garrido
mira,fugas,coimbra,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,
Fotogaleria
Nelson Garrido
mira,fugas,coimbra,ambiente,conservacao-natureza,biodiversidade,
Fotogaleria
Nelson Garrido
Reportagem

Mira: Entre lagoas e matas, a caminhar ou a pedalar é que a gente se entende

Imagine um território que além de praia também tem floresta, lagos, cursos de água e moinhos. Assim é Mira, que nos desafia a explorar as suas paisagens através de vários trilhos de natureza. A pé ou de bicicleta, tem 60 quilómetros de percursos para calcorrear.

Tem a fama (e o proveito) de ter uma das melhores praias a nível nacional, com um estatuto difícil de pôr em causa: é a única zona balnear do mundo com Bandeira Azul desde 1987. Quis o destino que o seu território fosse ainda pontuado por uma riqueza natural difícil de encontrar, ao longo de vários hectares de lagoas, floresta e dunas. Pertencente ao distrito de Coimbra, e intimamente ligada a Aveiro por causa da ria, Mira parece ter consciência do quanto foi bafejada pela sorte. Tem vindo a apostar na criação de percursos pedestres – são já seis, com quase 60 quilómetros de extensão, no total – e cicláveis, que conduzem os amantes da natureza numa jornada repleta de fauna e flora para descobrir (com uma boa dose de património cultural e edificado à mistura).