Onésimo Teotónio Almeida: “Se a esperança faltar, estamos completamente tramados”

Professor catedrático da Universidade de Brown (EUA), os seus interesses académicos incluem história da cultura e das ideias portuguesas, a identidade portuguesa ou a ciência no Portugal dos séculos XV e XVI. “Se este vírus não for diferente dos outros, quando desaparecer ou puder ser sustido com uma vacina, não demorará muito a ser esquecido.”

Foto
Onésimo Teotónio Almeida Nuno Ferreira Santos

Nascido há 73 anos na ilha açoriana de São Miguel, vive nos Estados Unidos desde 1972. Depois da licenciatura na Universidade Católica Portuguesa, Onésimo Teotónio Almeida fez o mestrado e o doutoramento em filosofia na Universidade de Brown, em Providence (Rhode Island), onde continua a ensinar no Departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros, que ajudou a fundar e dirigiu de 1991 a 2003.

Sugerir correcção