Luís António Couto Coelho vence Grande Prémio de Teatro da SPA

A peça Não me Faças Perder Tempo será agora levada à cena pelo Novo Grupo e editada pela Imprensa Nacional.

cultura,teatro-aberto,premio,spa,teatro,culturaipsilon,
Foto

Não me Faças Perder Tempo, da autoria de Luís António Couto Coelho, venceu o Grande Prémio de Teatro atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores em parceria com o Novo Grupo, anunciou esta quinta-feira a SPA. 

De acordo com o regulamento deste prémio, que tem o valor pecuniário de 2500 euros, a peça vencedora será levada à cena pelo Novo Grupo no Teatro Aberto, em Lisboa, e tem assegurada a sua publicação pela Imprensa Nacional/Casa da Moeda.

Candidataram-se 28 textos inéditos, adianta o comunicado da SPA, e o júri foi presidido pelo encenador João Lourenço, tendo ainda incluído o poeta Tiago Torres da Silva, os actores Rui Mendes e Francisco Pestana, a encenadora Marta Dias, o radialista Luís Filipe Costa e a tradutora e investigadora Vera San Payo de Lemos, do Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras de Lisboa.

A entrega do prémio coincide habitualmente com o dia do autor português, que se assinala a 22 de Maio, mas a cerimónia foi cancelada e será atribuído em data ainda a anunciar, “provavelmente em conjunto com os prémios José da Ponte e Igrejas Cairo, também suspensos devido à pandemia”, esclarece a SPA.

Luís António Couto Coelho já vencera em 2017, com A Entrevista, a categoria reservada a textos dramáticos do Prémio Deniz-Jacinto, instituído ​pela Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova. 

Sugerir correcção