Alentejo vai ter mais uma praia: Cuba prepara ecoparque

O Ecoparque do Alentejo Central, com praia fluvial e centro náutico, junto à barragem de Albergaria dos Fusos, deverá estar pronto a receber visitas em 2021.

alqueva,fugas,alentejo,turismo,cuba,praias,
Fotogaleria
O projecto Ecoparque do Alentejo Central deverá estar pronto em 2021 CM Cuba
alqueva,fugas,alentejo,turismo,cuba,praias,
Fotogaleria
A nova praia fluvial ficará junto à barragem CM Cuba
alqueva,fugas,alentejo,turismo,cuba,praias,
Fotogaleria
No Ecoparque do Alentejo Central haverá torre para observação de aves CM Cuba
alqueva,fugas,alentejo,turismo,cuba,praias,
Fotogaleria
Na zona ficará também centro de BTT e área de autocaravanas CM Cuba

Continuam a “nascer” praias no Alentejo a bom ritmo. Entre as novidades, conta-se, com estreia prevista para este Verão, a chamada praia de Beja, em parque fluvial a poucos quilómetros da cidade, e mais uma nova praia no Alqueva, no concelho de Portel, prevista para 2021. Mas, no próximo ano, pelo menos mais uma vai surgir na região: será no concelho de Cuba, junto à Barragem de Albergaria dos Fusos.

A praia fluvial fará parte do Ecoparque do Alentejo Central, que teve recentemente aprovada a candidatura deste projecto de parque ecológico aos apoios do Programa Valorizar, do Turismo de Portugal.

O parque integra também “um centro náutico para apoio à prática de desportos náuticos", informa a autarquia de Cuba, do distrito de Beja, que indica ainda, como “principais valências”, a integração de um centro de BTT e Cyclingárea de serviço para autocaravanas, torre de observação de aves e bar de apoio. 

O projecto, refere a nota, é “assente na valorização do património natural e no desenvolvimento da oferta turística do concelho e da região”. O parque, sublinham, irá “aliar a componente turística e de valorização e interpretação do património natural” com “componente pedagógica, de lazer e desportiva”.

Segundo dados da câmara de Cuba, o investimento total é de 398 mil euros, com financiamento do Programa Valorizar a 70% (278 mil euros) – a “comparticipação do município rondará os 120 mil euros”.

Sugerir correcção