Covid-19. É cedo para deixar cair as máscaras e para encurtar distâncias

Estudo catalão publicado na revista Nature Human Behaviour conclui que o desconfinamento tem de ser muito cauteloso e progressivo e que o comportamento individual é decisivo.

mascaras,pandemia,covid19,coronavirus,saude,ciencia,
Foto
Enric Fontcuberta/EPA

Portugal não aparece no estudo assinado pelos investigadores Leonardo López e Xavier Rodó, ambos do Instituto para a Saúde Global (ISGlobal) Barcelona, em Espanha, que é especialmente dirigido aos países do hemisfério Sul que ainda não atingiram o pico da epidemia da covid-19. No entanto, o trabalho faz um o aviso que serve para todos. Os investigadores avaliaram o impacto que diferentes estratégias “pós-confinamento” podem ter numa segunda onda de casos e nas conclusões do artigo publicado na revista Nature Human Behaviour sublinham que a chave para evitar o pior desfecho está no comportamento individual dos cidadãos. Ainda é muito cedo para deixar cair as máscaras e para deixar de cumprir as regras de distanciamento social.