Alexandra Vasconcelos

“Se os doentes adoptassem um regime de jejum, que custa zero, iríamos poupar milhões ao Serviço Nacional de Saúde”

A autora de O Poder do Jejum Intermitente defende que este faz bem porque permite “viver sem doenças”. Ou seja, não serve apenas para perder peso, mas também para envelhecer de maneira saudável.