O Dão de que estamos à espera

O desafio que o PÚBLICO me fez foi perfeitamente claro: apresentar o Dão, tal como o vejo, e explicar por que motivo esta fantástica região de vinhos, com qualidade e potencial reconhecidos por todos, tarda em recuperar o lugar destacado que já teve nas escolhas dos apreciadores. Uma questão complexa e para a qual não há respostas simples.

vinicultura,bairrada,serra-estrela,especial-vinhos,vinhos,fugas,
Foto
Adriano Miranda

Escrevi-o pela primeira vez há mais de 15 anos: se um dia, movido pela paixão, cometesse a insanidade de plantar uma vinha e fazer vinho, o local eleito seria o Dão. A afirmação continua hoje mais válida do que nunca e, diria mesmo, reforçada. Resumindo as razões dessa escolha: os vinhos do Dão são vinhos completos e a região, em termos de beleza natural (e até urbana), gastronomia e cultura, é uma região que me completa.